Portal da Cidade Toledo

financiamento

Emdur inicia demarcação de área para conjunto residencial popular

As famílias interessadas em participar do processo de seleção, devem estar inscritas no cadastro da Secretaria de Habitação, Serviços e Obras Públicas

Postado em 13/09/2019 às 18:26 |

O prefeito Lucio de Marchi assinou nesta quinta-feira (12) a ordem de execução da infraestrutura para o Conjunto Residencial Prefeito Egon Pudell, localizado na região do Panorama II. As famílias interessadas em participar do processo de seleção, devem estar inscritas no cadastro da Secretaria de Habitação, Serviços e Obras Públicas. Ressalta-se que é necessário estar atualizado anualmente, assim a secretaria poderá entrar em contato com os selecionados para o crivo da Caixa Econômica Federal (CEF). A pontuação será estabelecida conforme o Decreto de n°522, publicado em 8 de dezembro de 2014, que considera a composição familiar, renda, tempo de cadastro, situação do domicílio, entre outros.

Os critérios de financiamento serão definida pela Caixa Econômica Federal (CEF) que irá enquadrar o empreendimento na faixa de financiamento 1,5 e 2. Estas duas faixas de financiamento variam entre R$1.400,00 a R$4.000,00 de renda familiar, podendo ter subsídio e aporte inicial, o qual irá ser estabelecido por mutuário.

“As casas populares fazem parte do nosso plano de governo. Muitas famílias estão cadastradas e esperam apoio do poder público para conseguir moradia. O que vem dificultando a realização de casas populares para as famílias com maior vulnerabilidade social é o repasse do Governo Federal, o qual não tem disponibilizado projetos habitacionais para os municípios na faixa 1”, comenta o prefeito Lucio de Marchi.

De acordo com o Secretário de Habitação, Serviços e Obras Públicas, Rafael Schiavinato, para viabilizar o projeto, a Administração municipal, através de seu corpo técnico, obteve a licença prévia e de instalação fornecidas pelo IAP. Assim os projetos urbanístico e os complementares foram finalizados de acordo com a legislação vigente, os quais foram aprovados e encaminhados para execução da infraestrutura, que foi agilizado com a dispensa para EMDUR (Empresa de Desenvolvimento Urbano e Rural de Toledo), que já iniciou as demarcações das obras de infraestrutura.

RECURSOS PRÓPRIOS

A Prefeitura irá financiar a infraestrutura do loteamento com recursos próprios. “As obras de pavimentação asfáltica, calçadas, meio-fio e galerias de águas pluviais serão executadas imediatamente, reduzindo o prazo para entrega do empreendimento concluído e barateando ainda mais o valor final da unidade para os futuros moradores, uma vez que o município não visa lucro na operação de repasse da área e execução das obras de infraestrutura. O município também está firmando parceria com a Sanepar para execução das redes de água e esgoto a custo zero para as famílias”, esclarece o Secretário.

Prefeitura e Caixa estudaram soluções à demanda por moradia

Foram discutidos junto à Caixa Econômica Federal tratativas da melhor forma de atendimento à população, na forma de um empreendimento atraente e viável economicamente aos futuros mutuários.

O Secretário pontua que atualmente o governo federal não disponibiliza o FAR (Fundo de Arrendamento Residencial) que trata-se do programa de baixa renda, onde o subsidiados pelo governo federal é maior. Apenas as linhas de crédito Faixa 1,5 e 2 estão disponíveis.

“Definimos um conjunto constituído exclusivamente por casas, sendo os terrenos com áreas a partir de 200,00 m², de acordo com a legislação, o que resultou efetivamente em 178 unidades. Buscamos viabilizar cada unidade ao custo final de R$100.000,00 o qual situa-se muito abaixo dos valores de mercado (quase 40% de desconto), proporcionando o atendimento a lista de cadastro habitacional.” explica o Secretário.

DOCUMENTAÇÃO DO TERRENO

A equipe técnica do município está agilizando os processos legais na individualização das matrículas dos terrenos junto ao registro de imóveis. Somente de posse das matrículas individualizadas o município irá promover o chamamento público no qual a construtora selecionada para executar as unidades habitacionais, a qual será contratada diretamente pela caixa econômica federal, sendo que mutuamente os cadastros municipais selecionando serão destinados a CAIXA para aprovação e contratação do financiamento.


Fonte:

Deixe seu comentário