Portal da Cidade Toledo

dados

América Latina - produção de proteína animal cresce 30% em dez anos

Nesse período, o volume de carne de frango aumentou 29,3%. Já a produção de carne suína saltou 32% na mesma década.

Postado em 03/10/2019 às 09:35 |

As produções de aves e suínos na América Latina têm registrado crescimento constante ao longo dos últimos dez anos, de acordo com dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Nesse período, o volume de carne de frango aumentou 29,3%. Já a produção de carne suína saltou 32% na mesma década. As duas proteínas juntas devem ultrapassar a marca de 24 milhões de toneladas em 2019. 

Os dados do USDA atestam o relatório “Perspectivas Agrícolas 2019-2028”, produzido conjuntamente pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

Segundo o documento, o estoque de frangos triplicou nos países do Mercosul e da América Central nas últimas três décadas e mais do que triplicou nos países andinos e no Caribe. A cobertura completa sobre o mercado latino de frangos está na última edição da revista Avicultura Industrial.


OS MAIORES PRODUTORES 

O Brasil é o maior produtor das duas proteínas na América Latina. Em seguida vem o México, mas com uma produção que atende em sua maior parte ao mercado doméstico. O terceiro maior é a Argentina. A produção de aves e suínos da Colômbia, no entanto, é a que mais cresce, assim como ocorre com Bolívia , Peru e Equador.


CRESCIMENTO GERA NOVOS NEGÓCIOS

O avanço da América Latina acima da média mundial em produção de carne sinaliza que os países da região, especialmente o Brasil, são o celeiro do mundo. “O que temos registrado nos últimos 18 anos, desde que criamos a AveSui – Feira da América Latina de Aves, Suínos e Peixes – é um crescimento constante nos negócios e no número de expositores e visitantes internacionais”, afirma Andrea Gessulli, diretora da AveSui, a maior feira de aves e suínos do continente.

Segundo ela, o Brasil é referência na produção de grãos e de proteína animal e as empresas e os produtores da América Latina utilizam a AveSui como um polo para a busca de novas tecnologias, negócios e conhecimento.


BRASIL É PONTO DE ENCONTRO DO SETOR

A última edição da feira AveSui ocorreu em Medianeira, no Paraná, próximo à fronteira com Paraguai e Argentina, no centro produtivo da America Latina. Grande parte dos 16 mil visitantes eram estrangeiros. Os países com maior número de participantes foram Argentina, Paraguai, Peru, Colômbia, Equador e Venezuela. Para os visitantes da América Latina, o Brasil é o ponto de encontro para a busca de novas tecnologias.

“Nessa edição de 2019, segundo estimativas, foram gerados quase R$ 1 bilhão em negócios. Nesse sentido, a AveSui catalisa todo esse potencial da América Latina para atender à demanda alimentar do mundo, principalmente a dos países asiáticos, que são o futuro”, conclui Andrea Gessulli.

Fonte:

Deixe seu comentário