Portal da Cidade Toledo

la salle

Inovar é empreender o conhecimento

O conhecimento transforma realidades, com esta certeza os alunos lassalistas deram vida a uma tecnologia social e a uma Casa Automatizada e Sustentável

Postado em 31/05/2019 às 11:20 |

Significar o que se aprende é o caminho para a construção de uma vida de sucesso e de valores essenciais e éticos. Foi com este espírito que os estudantes lassalistas reunidos no auditório do Colégio, nesta semana, compartilharam suas experiências com o conhecimento aplicado, mostrando criatividade, empreendedorismo e empatia social.

O objetivo era apresentar à comunidade educativa o projeto sobre tecnologia social Sou Solidário, vinculado a disciplina Metodologia Científica e Voluntariado e o Projeto Casa Automatizada e Sustentável do curso de Robótica, ambos desenvolvidos por alunos do Ensino Médio do Colégio La Salle. “Os projetos apresentados aqui, mostram o jeito Lassalista de educar. Trabalhamos com nossos estudantes que tudo que aprendemos tem um significado. A pergunta não é mais o que aprender, mas o que fazer com o que aprendemos? E os alunos lassalistas mostram isto nestes e outros projetos que são desenvolvidos em todos os níveis de ensino”, explica o diretor Alvaro Wermann.

O aluno Marco Antônio Porsch de Almeida explica o passo a passo do Projeto de Robótica. “Estamos trabalhando nele desde o início deste ano, unindo sustentabilidade com tecnologia e inovação. Nesta casa, vamos controlar fatores como iluminação, temperatura, alarmes e sensores de movimento. Portanto, vamos implementar o sistema Bluetooth para fazer todos estes controles via celular. A casa será alimentada com energia Eólica”, detalhou Marco.

O colega, também do terceiro ano do Ensino Médio, Cauê Felipe de Souza Conte relata sua experiência com o Projeto da Casa Automatizada e Sustentável. “A interdisciplinaridade que aprendemos aqui é aplicada no dia a dia, pois vemos um motivo para aprender. Aquelas fórmulas que vimos em física e matemática, por exemplo, que achávamos que nunca usaríamos, aqui descobrimos a sua importância e a sua utilidade”, avalia Cauê. Ele acredita que este saber fará a diferença. “O profissional do futuro tem a consciência do que ele faz. E é isso que estamos fazendo quando aplicamos o conhecimento”.

Este sentimento é compartilhado pelos alunos que trabalham na construção do projeto Sou Solidário. Um aplicativo que estará disponível à sociedade em breve, que conecta Entidades da Sociedade Civil que desenvolvem trabalhos com grupos em vulnerabilidade social e a sociedade solidária. O objetivo é que as Entidades cadastrem no Aplicativo suas demandas, e imediatamente a rede solidária que baixou o aplicativo receberá esta demanda e poderá fazer sua doação.

A estudante Aline Maria de Freitas conta como o trabalho surgiu. “Fizemos uma roda de conversa sobre a temática da disciplina e definimos o voluntariado como foco da nossa pesquisa. Inicialmente estudamos os movimentos migratórios em Toledo e com isso, realizamos entrevistas com haitianos. Conhecemos sua realidade e as dificuldades vividas. Com isso entendemos que precisávamos um aplicativo para centralizar a solidariedade não só aos imigrantes e refugiados, mas a todas as ONGs que desenvolvem trabalhos com grupos sociais em situação de vulnerabilidade socioeconômica”.

A aluna Mileide Maria Seidel compartilha a experiência que o Projeto proporcionou aos estudantes. “Com o desenvolvimento da disciplina eletiva, percebemos o quão perto eles (imigrantes) estão da gente e o quão longe a sociedade está deles. Eles precisam da nossa ajuda e nós não praticamos a empatia. A ideia de criar o aplicativo é suprir de alguma forma as demandas dos grupos em fragilidade social e criar um movimento de aproximação entre as diferentes realidades. Queremos continuar acompanhando a caminhada destas pessoas”.

A coordenadora pedagógica do Ensino Médio, Eliane Reichel explica que os Projetos apresentados fazem parte do Programa Educação Lassalista transformando ideias em realidade. “A metodologia propõe a investigação científica, processos criativos, mediação, intervenção sociocultural e empreendedorismo”, esclarece a coordenadora.

A Supervisora Pedagógica, Juraci Casagrande avaliou o evento. “É um momento histórico para o Colégio La Salle Toledo. Inovamos pensando no futuro dos nossos alunos. Nossa Escola não deseja que os alunos apenas decorem conteúdos. Estamos proporcionando um espaço de aprendizado para que eles possam significar o conhecimento, porque é isso que será exigido deles enquanto profissionais do futuro. Queremos que eles ocupem seus espaços de forma diferente e significativa. Estamos orgulhosos de cada um deles”.


Fonte:

Deixe seu comentário