Portal da Cidade Toledo

aulas

Volta às aulas: como ajudar seu filho a se adaptar na escola?

Início do ano letivo pode ser um momento de ansiedade para crianças, mas com a atitude certa, pais e comunidade escolar podem reverter a situação

Postado em 05/02/2020 às 06:35 |

Chegou fevereiro, início do ano escolar. Para crianças que vão iniciar em uma nova escola, ou para aquelas que estão voltando das férias, este pode ser um período de ansiedade. Em um novo ano, vêm novos desafios que podem gerar medo e insegurança, tanto para as crianças como para os responsáveis. Diversas situações podem ocorrer, como crises de choro na porta da escola, tristeza nos primeiros dias ou dificuldade da família em deixar a criança. “Todos esses casos são absolutamente compreensíveis e esperados pela equipe escolar. A escola deverá estar bem preparada para deixar os alunos e familiares mais tranquilos e promover a adaptação da melhor forma possível”, comenta Fabiane Franciscone, gerente de educação básica e continuada do Sistema Fiep.

Uma primeira dica é preparar o ambiente doméstico para o retorno às aulas da melhor forma possível - e isso vale para todas as pessoas da casa! Assim, é importante que os adultos passem atualizar a rotina com horário de sono, horário das refeições, organização da casa, sempre respeitando a faixa etária da criança e delegando funções que ela é capaz de compreender e realizar. Desta forma, a criança vai percebendo que as férias estão chegando ao fim e que está na hora de voltar à rotina da escola, sem que seja uma interrupção abrupta de um período prazeroso.

Envolver a criança na compra dos materiais escolares pode ser uma boa alternativa para estimular a sua participação nas atividades educacionais. Uma forma interessante é delimitar opções dentro das possibilidades da família, sem comprometer orçamento previsto, fazendo perguntas como “este ou aquele caderno?”.

Também é importante manter o diálogo com os pequenos, explicando que a criança está crescendo e por isso, poderá aprender coisas novas, fazer amigos e frequentar outros espaços. “Muito carinho e atenção são estratégias para fazer com que as crianças se sintam mais confiantes na hora de ir à escola. Se a tristeza aparecer, uma boa alternativa é dizer que todos entendem que é um momento difícil, mas que acreditam que a vai conseguir superar e aproveitar o que vem de bom pela frente”, afirma Fabiane. É fundamental também reforçar a importância da escola e manter a firmeza. Outra dica preciosa é deixar bem claro que ao final do turno escolar alguém da família irá buscá-la, para evitar a sensação de abandono e fazer com que ela aproveite os momentos de aprendizagem e a convivência com os amigos sem preocupações. 

Fonte:

Deixe seu comentário